avaliacao de carros usados dica para valorizar o seu na concessionaria

Avaliação de carros usados: os 3 requisitos mais básicos considerados pelas concessionárias

Está pensando em trocar o seu veículo por um zero quilômetro, mas não sabe muito bem como costuma funcionar a avaliação de carros usados nas concessionárias? Para ter o máximo de valorização, confira os conselhos elencados neste artigo!

Você está naquela fase de pesquisa para comprar um carro novo e quer colocar o seu usado para negócio? Bem, não ser passado para trás e conseguir um retorno justo, devem ser os primeiros requisitos considerados por você.

E para saber exatamente como funciona a avaliação de carros usados, especialmente nas concessionárias, informação é essencial. A precificação do mercado pode variar bastante, de acordo com uma série de itens. É sobre eles que vamos conversar com você hoje, neste artigo.

A depreciação do carro zero é verdadeira?

O carro zero ainda é a melhor opção, quando você adquire um veículo

Mas é verdade que, ao sair da concessionária, ele já não tem o mesmo valor que lhe fora atribuído antes do fechamento da compra. 

E por que isso acontece?

Mercado! Quanto maior a procura, menor sua depreciação e vice-versa.

Nos três primeiros anos, a baixa é maior e pode variar de acordo com a procura por um determinado modelo – carros menos desejados desvalorizam mais rápido. No entanto, alguns fatores são bastante importantes quando o assunto é depreciação, e eles não dizem respeito à “idade” do veículo.

O preço de tabela diminui em razão da atribuição de tempo de vida útil plena. E quem determina esse percentual, de acordo com essa expectativa, é  o governo.

Como descobrir a média de valor do veículo usado??

Existe uma tabela que é usada como base para o preço médio dos veículos anunciados pelos vendedores, estipulada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Esse valor é um parâmetro para negociações e avaliações.

No entanto, como dissemos anteriormente, há outras características que influenciam nessa valorização: região, conservação, oferta e procura, acessórios e, até mesmo, cor.

IMPORTANTE:

O preço da Tabela Fipe não é uma imposição, mas uma referência, não obrigando os vendedores a segui-la. 

3 fatores indispensáveis pelas concessionárias na avaliação de carros usados

É normal que você se sinta inseguro na hora de avaliar seu veículo, e realizar os pequenos consertos necessários para que ele seja bem avaliado pelas concessionárias. 

Sendo assim, leve-o até um mecânico profissional e peça essa revisão geral dos pontos que apresentaremos a seguir. Acredite, o prejuízo será maior se você ignorar os detalhes.

1 | Sobre o estado de conservação

A aparência, de forma geral, é muito importante na hora de vender ou colocar o seu usado na negociação. Os cuidados que você dispensar em sua conservação serão diretamente proporcionais à valorização que ele terá na concessionária.

Mantenha-o limpo, hidrate as partes plásticas, dê atenção aos bancos (especialmente se forem de couro) e confira se os pedais estão em ordem. Desgastes, geralmente, não causam boas impressões.

A pintura da lataria é outro fator bastante importante! Cor diferente, ferrugem e micro amassados devem ser corrigidos a fim de valorizar ainda mais o seu carro durante a venda ou troca.

Outros pontos são importantes de constar em seu checklist:

  • Placa dianteira: carros com muita idade ou muita rodagem têm suas placas dianteiras mais desgastadas. 
  • Assoalhos e tapetes: mofo e ferrugem são sinal de alagamento dentro do carro, o que leva a pensar sobre o estado de conservação de peças importantes como sistema de freios, rodas e, inclusive, o motor.
  • Volante e manopla do câmbio: desgastes nessas peças significam rodagem alta. A perda da aderência nesses dois itens desvalorizam bastante o carro.
  • Simetria: olhar se há vãos nas aberturas é um ponto bastante positivo, principalmente em carros que envolveram-se em acidentes. Assim, você consegue evitar uma desvalorização porque o porta-malas ou o capô não estão fechando adequadamente.

2 | Sobre o tempo de uso e o peso desse elemento na avaliação de carros usados

O número correspondente à quilometragem rodada é bastante significativo. Veículo com números baixos são melhor vistos e mais procurados, mesmo que não sejam um indicativo de que as manutenções estão em dia ou que o carro tenha sido bem cuidado.

O MOTOR

Bem, se ele não funciona direito é sinal de prejuízo. Vendê-lo com defeitos nas peças é dizer para a concessionária que você não se importa com o valor a receber e sim em livrar-se dele o quanto antes.

A SUSPENSÃO

Ela é um item importante atrelado ao conforto e à segurança. Atente-se a isso e sua venda ou troca não será afetada. 

O ESCAPAMENTO

Quanto mais oxidação existir, maior é a certeza de que o carro tem defeito no sistema de exaustão. Não deixe de verificá-lo, antes de levá-lo para fazer negócio.

OS PNEUS

São itens que se estiverem com leve desgaste ou carecas irão desvalorizar muito o carro.

3 | Sobre os acessórios adicionais na avaliação de carros usados

Há itens, de série ou não, que podem deixar o seu carro mais valorizado em detrimento de outros que não os tenham. E eles podem ser do mesmo ano de fabricação e modelo.

Direção hidráulica e ar-condicionado são dois deles, mais comuns, mas que já fazem a diferença.

Venha avaliar o seu usado e saia de carro zero, com a melhor negociação do mercado catarinense

A Geração Hyundai avalia o seu usado de forma idônea e justa. Saia de HB20 Nova Geração ou Creta zerinho, com cinco anos de garantia e a melhor negociação em seu usado. Venha conversar conosco!

Deixe um comentário!

comentários