Na imagem, escorado na janela, um profissional avalia o estado de um veiculo. O contexto serve para ilustrar o conteudo que fala sobre a garantia do carro e situacoes nas quais o consumidor pode perde-la

Garantia do carro: 5 questões sobre uma possível perda que você não pode ignorar

Para além do tempo de vigência que atende a lei do direito do consumidor, é praxe das montadoras oferecerem aos compradores de carro zero um bônus sobre a garantia, que pode variar de 12 meses a cinco anos – esse último é o caso da Hyundai. 

Estratégia de marketing e vendas atraente, a verdade é que não são raros os consumidores que procuram por vantagens como essa, até mesmo para sentirem-se resguardados com a sua compra.

Porém, há algumas (poucas) regras estabelecidas e que devem ser cumpridas pelos proprietários, para assegurar que o benefício permaneça válido.

Legal e contratual: quais são as diferenças em termos de garantia do carro?

O Código de Defesa do Consumidor estabelece um prazo de 90 dias de vigência para a garantia do carro novo contra defeitos de fabricação. E todas as peças estão incluídas neste combo.

Passado o período imposto pela norma, passa a valer a garantia contratual – não obrigatória e gratuita. Sendo assim, consulte a condição com a concessionária escolhida. A cobertura é determinada pelo fabricante – constando no manual do proprietário para consulta – e cabe ao consumidor julgar se vale a pena ou não adquirir um veículo da marca. 

E quanto à garantia estendida: vale a pena obtê-la em automóveis?

A garantia estendida não tem nada a ver com qualquer imposição da montadora. É um pacote fechado diretamente com a concessionária, pelo qual o proprietário precisa pagar. 

Assim como acontece com o seguro, a dica é sempre checar as cláusulas contratuais para analisar o quanto realmente vale a pena adquirir a proteção. Dependendo da proposta, o ganho pode ser bastante significativo.

5 práticas que invalidam (totalmente ou em parte) a garantia do seu veículo

Agora que você entendeu as diferenças entre os tipos de garantias disponíveis, está na hora de descobrir as más práticas que poderão fazê-lo perder o direito. Tenha todas na ponta da língua e evite prejuízos.

Instalação de itens que modifiquem a estrutura original. Há intolerância?

Sempre que você resolver investir em um modelo de veículo mais básico, pretendendo equipá-lo depois, verifique junto ao vendedor qual é a melhor maneira de proceder, visando manter o benefício da garantia.

Para grande parte das marcas, instalações aparentemente inofensivas realizadas por terceiros (como a de um rádio, por exemplo) já é um motivo válido para desqualificar a garantia.

Carros envolvidos em acidentes, ainda que em batidas leves, perdem a garantia?

Existe uma janela de tempo na qual o proprietário precisa realizar o conserto. Cada fabricante tem uma diretriz, sendo dever do consumidor colher a informação.

No entanto, uma coisa é certa: não busque por conta própria a ajuda de um funileiro.

Mexer em qualquer peça defeituosa fora da concessionária, elimina o direito à garantia do carro?

Existem itens que serão cobertos pela garantia, dependendo do contrato feito no ato da compra. Em geral, a suspensão, acessórios originais (ou seja, que não foram instalados posteriormente, ainda que adquiridos na loja) e a parte mecânica estão dentro do pacote.

E os itens que sofrem desgastes esperados (e conhecidos pelas montadoras)?

Será pouco provável que a fabricante garanta a troca ou conserto deles. 

É possível realizar as revisões obrigatórias fora da concessionária ou autorizada, durante a vigência da garantia do carro?

Você tem o poder de decisão. Mas se escolher levá-lo a um terceiro por sua conta (por ser mais barato ou qualquer outro motivo), a garantia do carro estará perdida.

Existem datas ou quilometragens estabelecidas pelo fabricante, https://www.geracaohyundaihmb.com.br/blog/dicas/revisao-obrigatoria-zero-km/para que o proprietário do veículo visite as mecânicas autorizadas pela marca e faça o check-up de rotina. E sim, se não forem respeitadas, haverá a penalidade da suspensão da garantia.

Mesmo pagando um pouco mais, o interessante de utilizar os serviços da autorizada é que além de manter a segurança, seu carro receberá (se for o caso) a troca de peças por originais. 

MAS, ATENÇÃO!

Os famosos “malandros’ podem querer fazê-lo acreditar que apenas obtendo um serviço extra poderá manter a garantia. Não caia nessa! Aceite a manutenção apenas se tiver certeza que o veículo necessita dela. Caso contrário, seus direitos seguem valendo.

É mito ou verdade que a instalação do GNV faz o proprietário perder a garantia do carro?

O GNV não é um item de série de qualquer veículo, o que significa que alguns itens podem perder a garantia. Ou seja, é possível que exista um prejuízo parcial. 

_

Você sabia que a Hyundai dá ao consumidor o bônus de cinco anos de garantia em todos os seus veículos?

Vá até a Geração Hyundai mais próxima e confira de perto toda a potência, tecnologia e segurança do HB20 Nova Geração e do Creta, o SUV de alta performance e cheio de estilo.

Deixe um comentário!

comentários